quarta-feira, 14 de julho de 2010

Menina do interior

Por que adquirir qualquer coisa para quem mora no interior é sempre mais difícil?? Tenho essa bronca faz tempo. Na minha breve “morada” em Vitória a acessibilidade às novidades era grande. Não importava o segmento: calçados, roupas, cosméticos, etc. Aqui em Linhares, cidade que eu considero grande (tanto em extensão quanto em número de habitantes, se comparada às demais do estado) tudo, ou quase tudo, sempre chega com atraso. No quesito cosméticos então, nem se fala. Ou os produtos não chegam, ou, se chegam, é tempos depois dos lançamentos. Lembro-me da febre dos Big’s na internet, do tão desejado Jade que a doce Giandra fez o favor de me enviar. E que aqui na cidade demorou para chegar...

Com os lançamentos de esmaltes é sempre assim... chego na loja e muitas vezes as vendedoras nem sabem de qual lançamento estou falando. Ontem procurava a nova linha nutriverniz da Colorama e não encontrei em nenhuma loja. E não é só com esmaltes que isso acontece. Algumas franquias de vestuário da cidade não vendem tudo que está no catálogo, outras lojas não encomendam a coleção completa de calçados, e até marcas/linhas comuns como Maybelline e L’oreal são encontradas “pela metade” (tem isso mas não tem aquilo). Agora temos um stand da Maybelline no Martins – sempre incompleto).

Se eu morasse numa cidadezinha longe dos grandes centros, até concordava. Mas estamos no Sudeste, a pouco mais de 140 Km de Vitória e “cortados” pela BR 101. Não dá para entender...

Pronto. Desabafei!

Preciso de um shopping!


Meus desejos de ontem...

4 comentários:

Aline Prado disse...

Hahaha, faço minha as suas palavras!
Agravante no meu caso, é q sou de cidade grande e tive q me adaptar a dificuldade de encontrar produtos!
Fora as inúmeras coisas que a gente encontra problema, não só no quesito consumo... Saúde, estudo, blah, blah, blah...
Mas sabe que temos taaaaantas coisas boas por morar em cidade "pequena", tantas vantagens, q acabo esquecendo um pouco das facilidades das capitais!
O que sofro é com cinema... Aiiii como queria um cinema decente!
#prontoTBfalei!

Sabrina disse...

Realmente quem vem de cidades maiores sofre mais. E tenha certeza: a cidade está muito melhor hoje.
Mas concordo com você que cidades menores tem suas vantagens. Eu, por exemplo, não suporto o trânsito e as longas distâncias das capitais. Imagina que quando "morei" em Vix só andava de ônibus... o transporte público deles tem seu lado positivo mas pegar dois ou três coletivos era o fim!

Nosso cinema é mesmo um problema!! E ontem eu paguei um micão nele. Resolví assistir algum infantil com meu filho, mas me esquecí que de quarta é mais barato e que muitas escolas já estão em férias (eu que sou professora tinha a obrigação de lembrar disso). Foi o fim! Nunca tinha visto uma fila daquele tamanho... perdi um tempão na fila, desistimos do filme e ficamos de assistir sábado a tarde, com bastante tranquilidade.

Beijos!

Cintia Orlando disse...

Oi Sabrina,

Acabei de descobrir seu blog e adorei!
Fico imaginando como deve ser difícil encontrar as coisas aí em Linhares... Aqui em Vitória não é tããão diferente assim, a gente até acha mas não sem gastar muita sola de sapato, pq vamos combinar, Vitória não é uma capital com C maiúsculo...

Se vc precisar de alguma coisinha aqui da capital, eu mando pra vc com o maior prazer!!! :*

Sabrina disse...

Oi Cíntia!
Obrigada pela atenção! Sei que é uma "capital", mas ainda é melhor que Linhares. Aqui é tenso...
Acredita que os esmaltes que motivaram o post só chegaram essa semana? E ainda fiquei sem as duas cores que mais queria porque já tinha esgotado.
Quando precisar de algo, te peço sim.
Bjos!!